O Jardim (Parte II)

No primeiro ano, pouco ou nada fizemos pelo jardim. Após a mudança para a casa, o Verão chegou, e com ele o calor. Assim , aguardamos pelo final do Verão para meter mãos à obra.

A reconstrução do espaço prolongou-se pelo Outono, Inverno e Primavera seguintes. As fotos apresentadas referem-se ao primeiro Verão em que pudemos usufruir do Jardim.

O objectivo era criar uma área para desenvolver uma pequena horta e o restante seria o jardim.

A horta ficou localizada no lado esquerdo.  É um pequeno espaço, mas suficiente para o consumo da casa.

Uma pequena cerca separa a horta do jardim.

Foi absolutamente necessário que a terra ficasse o mais limpa possível de cascalho, para se poder cultivar. Esta foi a tarefa mais árdua desta construção, a remoção do cascalho.

Na área central ficou o relvado, onde colcamos uma mesa e um guarda-sol, e onde almoçamos e jantamos tantas vezes, nesse ano.

Nesta fase, alguns dos problemas identificados inicialmente, não foram tratados. Um deles foi o declive. No entanto, para colocar a mesa era necessário um espaço plano e sem inclinação.

Como o declive se dá de cima para baixo e da esquerda para a direita, a solução foi criar uma patamar. Começa na parte mais alta e mais à esquerda, formando um degrau com a parte mais baixa e mais à direita.

O patamar tem a largura suficiente para o movimento à volta da mesa, e a horizontalidade necessária. Está construído com cascalho, terra e relva.

A toda à volta do espaço, permaneceu o cascalho. A camada foi reforçada com todo o cascalho que teve que ser retirado das zonas da horta e relvado.

Houve uma primeira abordagem à criação de pequenos espaços, ou recantos, que no seu conjunto, sejam o jardim.

 

Os girassóis são presença obrigatória

 

 

As pedras perdidas encontram um espaço

 

No terreno restante, incluindo a rampa de acesso à cozinha, criamos espaços no cascalho, para o jardim.

Foram precisas muitas plantas para preencher os espaços abertos. O efeito ficou bonito.

No segundo ano, ficamos por aqui. Já está completamente transformado e já é possível estar no jardim, conviver, ouvir os muitos pássaros que o habitam e deixar o Verão passar.

Mas ainda podíamos fazer muito mais. E no final desse Verão, deitamos mão à obra …

Sobre lubaia

I'm an Agile player and a Gardener
Esta entrada foi publicada em Jardim com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s