Tomates da cabeça aos pés

O fruto

Quando olhamos para o fruto colhido, estamos a ver apenas uma pequena parte da planta.

Desde o branco até ao negro, passando por todos os tons de laranja e vermelho, a variedade de cores é imensa.

Depois temos o tamanho e as formas. Tamanho groselha, cereja, ameixa, pera, grandes e gigantes.

Mas, o sabor é que é a essência.

A flor

A flor é quase sempre amarela. Pode ter mais ou menos pétalas, mais ou menos longas.

Nascem em cachos ou em ramos. Em algumas espécies, os ramos chegam a ter uma centena de flores.

Começam a dar flor assim que têm os primeiros ramos formados, por volta dos 30cm, dependendo do tipo de tomate.

A planta

Um tomateiro indeterminado, cresce enquanto lhe apetecer. Atinge facilmente os 2 metros e pode continuar por aí fora.

Os ramos estendem-se e engrossam. Há sempre novos rebentos a crescer por todos os ramos. O tomateiro precisa de tutores, caso contrário cresce na horizontal.

As folhas podem ser idênticas às da batateira, ou, com mais recortes, sendo estas as mais comuns.

A raiz

Mas por baixo da terra, as raízes estendem-se e conseguem alargar-se bastante, caso o terreno o permita.

Tal como os ramos, as raizes ramificam e engrossam durante o ciclo de vida do tomateiro.

Quando chega o frio e as geadas, o tomateiro queima e vai secando lentamente. No entanto, continua a dar frutos até ao fim.

Sobre lubaia

I'm an Agile player and a Gardener
Esta entrada foi publicada em Genérica com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s