Oregão

O oregão é uma planta perene.

No Inverno, quase que desaparece, mas, assim que chega a Primavera, ninguém o para. Rebenta com toda a força e forma um tufo denso.

Também se dá bem em vasos, mas não atinge esta dimensão.

Com o tempo, as raizes ganham terreno e o pequeno recanto de Oregãos vai alargando.

No primeiro ano, ainda se conseguia ver a terra, entre os pés que cresciam.

Um mês depois, já cobriam o espaço.

Ao longo do Verão vai crescendo, podendo atingir 50 a 80cm.

Durante o Verão, já em plena floração, vou cortando os ramos mais compridos, cujas folhas vão envelhecendo. Desta forma, consegue-se que mais ramos novos nasçam.

Para a secagem, escolho os melhores ramos. Secam em poucos dias, sujeitos às temperaturas de Verão. Faço um ramo, que coloco num saco de pano, o mais fino possível, e penduro em local arejado e longe do sol directo.

Depois é só retirar as folhas e desfazê-las com a mão. Guardo em frascos. Todos os anos substituo o conteudo do frasco pelo novo, porque vai perdendo propriedades ao longo do tempo. Normalmente, uso durante o Inverno.

No segundo ano, ganhou força, logo em Março  já era o tufo que se vê na foto inicial.

Durante este Verão, já foi completamente podado duas vezes. Quando os ramos começam a ficar muito altos e as folhas a dar sinais de menos frescura, é a altura de cortar. Rente à terra já se vêm os novos rebentos, que assim ficam livres para crescer.

Utilizamos nas saladas ou nas pizzas. Na salada prefiro usar fresco e, quando as folhas ainda são pequenas, adiciono-as inteiras.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s